O título explica tudo, não? São teorias cá do Ventura, bem-aventuradas (se os visitantes assim o quiserem) e, apesar de paranóicas, até farão algum sentido. E...na pior das hipóteses, pelo menos darão para sorrir.

onsdag, juli 12, 2006

Porquinhos da Ilda - Unplugged - No Casino

Sabem qual é o cúmulo do contrasenso? Eu digo-vos. O concerto a que assisti no passado Domingo. Porquinhos da Ilda (eles mesmo, os "mestres suínos" do rock luso), ao vivo...no Casino da Figueira! Estão a ver, não estão? A dinâmica interactiva, o lirismo vernacular, a irreverência mental - tudo isto no salão principal do casino! Do casino!!! E de borla!!! Com as mesinhas comme il faut, com os empregados de mesa aprumadinhos, com as luzinhas supostamente românticas...E no palco, contraste absoluto, Miguel, Luciano, Paulo e Fred a fazer do melhor que aquelas velhas paredes alguma vez ouviram por aquelas bandas - música animada, bem-disposta e de grandes malhas. Mesmo que tivesse sido em versão acústica. Foi em grande! E conquistaram uma boa parcela do público. Verdade seja dita que não foram muitos os iluminados que tiveram a boa sorte de assistir a este momento...Mas quem estava, deve ter-se dado por muito satisfeito, à excepção de uns tantos "cotas" que se levantaram e saíram (provavelmente para, como disse o Miguel, irem estoirar dinheiro para as slots), quiçá não entrando no espírito da banda e entendendo a rock-o-brejeirice como falta de educação.
O sonoro "abluesalhado" foi extraordinário, embora se notasse que os músicos estivessem algo preocupados em não tocar com demasiado vigor, dada a situação e a sala. Mas mesmo assim... Conseguir a proeza de pôr os sóbrios responsáveis do Casino a ouvir o público cantar o "Esgalha no Pessegueiro" em coro quase devia ter direito a figurar no Guinness como "momento mais estranho vivido num salão de casino"... Grande Miguel Castro. É como eu lhes disse: é daqueles óculos! Aquilo deve ter uns efeitos secundários quaisquer...
Foi tudo 6 estrelas (até porque consegui falar com o Fred e o Miguel no final...eh eh eh!), mas...O problema é que há sempre um "mas" quando alguma coisa está a correr demasiado bem. Não tenho fotos decentes do concerto, porque a luz da sala estava tão reduzida que nas imagens que captei não se consegue perceber nada!!! Ó senhores do Casino!!! Então organiza-se uma coisa toda à maneira, à borliú (que a malta agradece encarecidamente...), e não se dá condições para os paparazzi??? Da próxima vamos lá a ver isso! "Óink, óink!"
Viva a desbunda na pocilga! (ou no casino...)