O título explica tudo, não? São teorias cá do Ventura, bem-aventuradas (se os visitantes assim o quiserem) e, apesar de paranóicas, até farão algum sentido. E...na pior das hipóteses, pelo menos darão para sorrir.

fredag, mai 26, 2006

MISTER BROWN, ERA SÓ A BRINCAR. AH AH (riso amarelo nervoso...)


Agora a sério. Gosto dos livros do senhor. Têm ritmo. Abordam temas interessantes. Há intriga. Há acção fluida. Não quero saber se os críticos literários acham que tem imperfeições ou que tem personagens pouco profundas. O que posso dizer é que normalmente os escritos de Dan Brown são muito viciantes. E utiliza como poucos essa maravilha da técnica que são os capítulos curtos, em que nos deixa em suspenso em relação a uma personagem, levando-nos ao encontro de outra e assim sucessivamente. Digamos que pode não ser o mais brilhante dos criadores literários, mas lá que escreve histórias que nos agarram, isso é verdade. E pode também agradecer-lhe um conjunto enorme de autores que nos últimos 2 ou 3 anos tem publicado toda a espécie de Codexes, Enigmas, Mistérios e outros que tais, trazendo para a luz do dia o thriller de carácter histórico, uma "espécie" mais ou menos nova no espectro da escrita. E a outra corja de exlicadores, "analisadores" e outros que tais, que têm ganho umas coroas valentes à custa do senhor. Portanto, aguardo o próximo livro com alguma ansiedade. Tenha ela um background cientíco, religioso ou seja lá o que for. Porque, se outro efeito não tiver, pelo menos de certeza que vai por a sociedade em polvorosa. Outra vez.
(PS: Para aqueles que acham que todos os romances entretanto publicados em Português são subsequentes a "O Código Da Vinci", fiquem a saber que é exactamente o contrário... Acontece é que cá, só depois desse enormíssimo sucesso, é que a editora foi buscar as obras anteriores.Pronto. Era só para dizer isto.)