O título explica tudo, não? São teorias cá do Ventura, bem-aventuradas (se os visitantes assim o quiserem) e, apesar de paranóicas, até farão algum sentido. E...na pior das hipóteses, pelo menos darão para sorrir.

torsdag, desember 14, 2006

Parabéns, anonymous!

Apareceu alguém a assumir o vergonhoso comentário que originou o meu texto anterior. Não é que me interesse muito vir a descobrir a identidade do "prevaricador", mas o facto de ser uma "partida" (de um gosto que está muito para lá da categoria de mau...), e, portanto, de cariz infantilóide, sempre é uma atenuante. E digo isto porque, não tendo tal comentário sido verdadeiro (no sentido em que não foi escrita por alguém adulto e responsável) acaba por constituir para mim um alívio, já que seria um tremendo desapontamento pensar que a ideia que chegava a um qualquer pai/encarregado de educação era aquela que o texto calunioso transmitia. É para mim mais fácil perceber o pseudo-gozo que dá a um adolescente (imberbe e com as hormonas provavelmente desreguladas) a possibilidade de "mandar umas bocas" e dar ares de durão, sem que a vítima se aperceba de onde vêm as bombardas. E até parece que estou a vê-lo, a gabar-se perante os amigos, com falsa imodéstia, a achar-se o maior porque se atreveu. Se calhar agora, depois de ter visto que a brincadeira não foi propriamente engraçada, arrependeu-se e recuou. Mas, coragem das coragens, revela-se escondendo-se!... Não faz mal, já é suficiente eu pensar que uma coisa chamada consciência esteja a nascer nessa cabecinha. Parabéns, anonymous!